Mundo Verde

Crianças que se exercitam são menos estressadas

10 Dezembro 2015

Novas pesquisas feitas recentemente por cientistas, pesquisadores e médicos atestam que as crianças que fazem exercícios físicos são menos estressadas do que as crianças que acabam ficando mais tempo sem fazer nada. Este assunto costuma não ser levado muito a sério, especialmente pelos pais. Mas é importante que se saiba que as crianças que realmente podem ficar estressadas, mesmo que não estejam sendo submetidas aos problemas que os adultos possuem.

Recentemente um estudo foi feito especificamente para este fim, onde uma grande universidade da Finlândia analisou 258 meninos e meninas de 8 anos de idade. O objetivo era conhecer melhor como funciona a relação entre as atividades físicas e o cortisol, que é a substancia conhecida como o hormônio do estresse. Estes testes foram feitos com o acompanhamento dos pais, sendo que as crianças não eram testadas dentro de laboratórios, mas sim no seu ambiente natural, o que torna os resultados ainda mais críveis. Sempre que elas eram submetidas a exercícios, como brincadeiras nas ruas, os pais mediam os níveis de cortisol, através de uma mostra de saliva.

De acordo com os resultados que foram divulgados, sempre que os menores de idade faziam exercícios físicos, os níveis de cortisol caiam muito. Isso é, crianças que se movimentam podem ser mais tranquilas e reagir melhor quando estão diante de um desafio. Em adultos, o cortisol também já foi relacionado à depressão e a um maior acúmulo de gordura corporal.

O relatório aponta que realmente as crianças devem ser incentivadas a fazerem exercícios físicos, especialmente na rua, já que dentro de casa o espaço fica restrito, especialmente quando as pessoas moram em apartamentos. Muitos especialistas concordam que as vidas nas grandes metrópoles acaba contribuindo para que as crianças passem mais tempo dentro de casa, na frente da televisão ou do computador.

Nestes casos, os especialistas recomendam que os pais matriculem as crianças em atividades físicas direcionadas para a idade delas, seja em determinados esportes, por exemplo. Mas é importante também que os pais tenham o bom senso de conseguir equilibrar as atividades de rotina das crianças e dos adolescentes. É importante que esta atividade física seja medida não apenas pela quantidade, mas também pela qualidade.
 

FONTE: ClickGratis

Casa na Árvore

Acompanhe:

Casa na Árvore | Londrina - PR | Fones: +55 43 9151-4272 | fale@casanaarvore.com

 

Você gosta de Árvores?
Cadastre-se para receber a news mensal do Clube da Árvore.